Bónus no IRS para filhos pode chegar a 135 mil famílias

  • ECO
  • 19 Dezembro 2019

Número de famílias com mais de dois filhos com menos de três anos é superior, mas nem todos os contribuintes vão tirar partido desta medida. Finanças estimam que chegue a 135 mil famílias.

A majoração da dedução no IRS para crianças até aos três anos, aplicável a partir do segundo filho, poderá abranger cerca de 135 mil famílias, de acordo com uma estimativa do Ministério das Finanças, revelada pelo Público (acesso condicionado).

O número de famílias com mais de dois filhos com menos de três anos é superior, mas nem todos os contribuintes vão tirar partido desta medida apresentada na proposta de Orçamento do Estado para 2020. Quem tem rendimentos mais baixos, por exemplo, não entra nas contas já que não paga IRS.

Os dependentes permitem, atualmente, uma dedução à coleta do IRS de 600 euros, sendo que nos três primeiros anos de vida, a dedução é mais alta, de 726 euros. A partir do próximo ano, havendo um segundo filho com até três anos, a majoração sobe de 126 euros (isto é, 726 euros em vez de 600) para 300 euros — num total de 900 euros.

A abrangência da medida chegou a gerar dúvidas, mas foram rapidamente esclarecidas pelo secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes. “O que agora fazemos é que, a partir do segundo filho — enquanto esse segundo filho, ou o terceiro, o quarto ou o quinto tenham até três anos e independentemente da idade do primeiro – essa majoração passa de 126 para 300 euros”, precisou.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Bónus no IRS para filhos pode chegar a 135 mil famílias

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião