Reino Unido com sérias dificuldades em excluir Huawei do 5G

  • Servimedia
  • 8 Junho 2020

A exclusão da empresa chinesa da cadeia de fornecimento de telecomunicações teria repercussões económicas negativas muito significativas.

O Reino Unido está a repensar o modelo de acesso da Huawei Technologies Co. às redes móveis de quinta geração do país, mas está com sérias dificuldades em fazê-lo. Além disso, a exclusão teria repercussões económicas negativas muito significativas.

De acordo com a Bloomberg, a crescente tensão com Pequim levou o Governo do primeiro-ministro Boris Johnson a procurar alternativas às antenas, equipamentos de comutação e outros dispositivos da Huawei, seguindo assim o aviso dos EUA, que incitou os seus aliados a proibir o acesso da empresa chinesa.

No entanto, as operadoras britânicas já estão a construir redes 5G com a Huawei, adianta a mesma notícia da Bloomberg. Seria difícil compensar a exclusão para qualquer outro fornecedor, mesmo os grandes rivais europeus da Huawei, como a Nokia Oyj e a Ericsson AB.

A ausência da Huawei no 5G teria um impacto na cadeia de fornecimento das telecomunicações no Reino Unido, acrescenta a Bloomberg. Cerca de 35% das antenas que transmitem sinais usando a tecnologia 4G atual são fornecidas pela Huawei. Com a BT, operadora de telecomunicações que domina o mercado britânico, estamos a falar de mais de metade.

Desde o lançamento dos serviços 5G na Grã-Bretanha que a Huawei aumentou ainda mais a sua presença no país. A maioria das antenas 5G usadas pela BT e pela Three são da Huawei e a empresa chinesa também representa grande parte da nova rede da Vodafone.

As redes 5G estão longe de estar completas e o setor está pronto para instalar mais equipamentos Nokia e Ericsson posteriormente. Mas a vantagem inicial da Huawei torna mais difícil e caro recuar agora, segundo adianta a Bloomberg.

De recordar que a BT afirmou em janeiro que o limite de 35% imposto para equipamentos de banda larga 5G e fibra custará 500 milhões de libras (cerca de 560 milhões de euros).

Uma proibição total da tecnologia 5G da Huawei multiplicaria esses custos em todo o setor e aumentaria os gastos em aquisições, reduzindo a concorrência e deixando a participação da Huawei no mercado apenas para a Ericsson e a Nokia, de acordo com um estudo encomendado pelo grupo Mobile UK, conclui a Bloomberg.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Reino Unido com sérias dificuldades em excluir Huawei do 5G

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião