Vodafone Espanha cresce em clientes móveis, banda larga fixa e TV pelo quarto trimestre consecutivo, apesar do Covid-19

  • Servimedia
  • 27 Julho 2020

Apesar do aumento de clientes, a pandemia provocou uma queda nas receitas de 6,9% devido ao roaming, face ao abrandamento do turismo, e às ofertas durante o confinamento.

A Vodafone Espanha aumentou o número de clientes móveis, de banda larga fixa e de televisão no trimestre fiscal de 1 de abril a 30 de junho, o quarto trimestre em alta consecutivo, apesar do Covid-19. No entanto, a pandemia afetou a linha de receitas devido às restrições associadas ao confinamento.

As receitas de serviços caíram 6,9% e situaram-se nos 920 milhões de euros, devido à queda nas receitas associadas ao “roaming/turistas, a suspensões de serviços nas empresas e ofertas ilimitadas de dados a clientes empresariais durante o confinamento”, explicou a empresa.

Se excluirmos estas causas, a evolução das receitas dos serviços “reflete a consolidação da tendência positiva alcançada durante o último trimestre”, referiu a operadora espanhola, o que realça o crescimento no número de clientes em todas as suas linhas de negócio.

As carteiras de clientes móveis, fibra e TV cresceram novamente no trimestre, apesar das restrições à portabilidade no mercado. A base de clientes contratuais móveis aumentou em 83 mil utilizadores para 11,4 milhões e os clientes de banda larga fixa aumentaram em 30 mil para 3,2 milhões.

Entretanto, a base de clientes de televisão cresceu em 57 mil titulares, apoiados pela proposta que inclui o maior catálogo de filmes e séries do mercado espanhol. A sua carteira de televisão atinge assim 1,5 milhões de clientes.

Para a Vodafone, esta evolução confirma o compromisso estratégico de se consolidar como o maior agregador de filmes e séries, com a reformulação da sua oferta de modo a que os utilizadores paguem pelo que realmente querem ver. “Para além das tarifas ilimitadas, a rede 5G e a excelência no serviço ao cliente são verdadeiras alavancas de mudança”, referiu a operadora.

A empresa também atingiu 2,7 milhões de linhas com dados ilimitados 15 meses após o lançamento da primeira família de tarifas com dados ilimitados no mercado espanhol.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Vodafone Espanha cresce em clientes móveis, banda larga fixa e TV pelo quarto trimestre consecutivo, apesar do Covid-19

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião