5G. Deutsche Telekom defende escolha “independente da política”

  • Servimedia
  • 19 Agosto 2020

A operadora de telecomunicações alemã acredita que nenhum fabricante de tecnologias deve ser banido, numa altura em que se debate o veto à Huawei.

A Deutsche Telekom apelou ao governo alemão para que regulamente os fornecedores de rede sem decisões políticas a priori.

No meio do debate aberto na Alemanha sobre o veto à Huwaei, decretado por países como os EUA, o CEO da Deutsche Telekom, Tim Hoettges, disse que a sua empresa escolhe os seus fornecedores “independentemente da política”, de acordo com a agência Reuters. “Nunca devemos permitir a dependência de um só fornecedor”, disse Hoettges.

A Huawei é a principal fabricante de equipamento de acesso por “rádio” (antenas e estações base) para a nova rede 5G da Deutsche Telekom na Alemanha, que noutros países tem uma base de fornecedores maior.

Hoettges também apelou a que a utilização da tecnologia aberta baseada na nuvem para redes, conhecida como OpenRAN, se baseie na lei alemã, pois isto seria importante para o futuro desenvolvimento da rede da Deutsche Telekom.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

5G. Deutsche Telekom defende escolha “independente da política”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião