Banca privada espanhola acelera transformação digital com aumento de clientes e investidores

  • Servimedia
  • 1 Setembro 2020

A aposta no digital está a ajudar algumas destas entidades a aumentar a carteira de clientes e a atrair investidores.

Nos últimos meses, a banca privada acelerou a sua aposta no mundo digital para transformar um negócio que se caracteriza pela confiança e relação pessoal com o cliente. As mudanças estão a ajudar algumas destas empresas a aumentar a carteira de clientes e a atrair investidores.

O Andbank aceitou o desafio digital com a aposta num neobanco, Myinvestor, com o qual atraiu jovens clientes que procuravam uma relação diferente com o seu banco. Preservou o seu segmento de elevados patrimónios com operações tradicionais e alargou a esfera de negócio a novos nichos, com uma entidade nativa digital que demonstra ter sido uma aposta acertada. A Myinvestor tornou-se na maior empresa fintech em Espanha, com 500 milhões de euros em volume de negócios e um aumento de 150% da carteira de clientes no último ano, atingindo os 30 mil.

O Banca March também consolidou o seu compromisso digital. Tenciona concluir este ano o seu plano de transformação digital, para o qual anunciou um investimento de 75 milhões de euros em três anos e o objetivo de aumentar a utilização dos canais digitais em cinco pontos percentuais até ao final do plano estratégico.

Outra das entidades especializadas em investimento que apostou no negócio digital é o Selfbank. A empresa evoluiu para Banco Singular, com o objetivo, segundo a entidade, de ser uma plataforma tecnológica 100% digital, com as ferramentas mais avançadas e um modelo de serviço 360º construído sobre a oferta já existente do SelfBank.

Entre os grandes bancos, a banca privada do BBVA foi recentemente reconhecida como a melhor da Europa em termos de digitalização pela revista Professional Wealth Management do Grupo Financial Times.

As expectativas futuras da banca digital estão a atrair capital para estes projetos. O Andbank conseguiu fechar uma das maiores rondas de investimento de uma empresa fintech espanhola para a Myinvestor: 20 milhões de euros, com os quais deu entrada ao El Corte Inglés Seguros, à AXA e a alguns grupos de ativos.

Outros neobancos espanhóis que atraíram capital em diferentes rondas são o Bnext, 22 milhões de euros em setembro passado, e o bnc10, que fechou uma ronda de 1 milhão de euros no final do ano passado.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Banca privada espanhola acelera transformação digital com aumento de clientes e investidores

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião