Espanhola Atresmedia compra H2H e entra no marketing de influência

  • Servimedia
  • 3 Setembro 2020

A operação permite ao grupo espanhol alargar a sua oferta de comunicação num território em expansão.

A Atresmedia “dá mais um passo na sua estratégia de liderança no ambiente publicitário com a compra da H2H, Human to Human, a agência líder em marketing de influência em Espanha“, informou a empresa.

“Com a H2H, entramos num território que não ocupávamos até agora e pelo qual as marcas estão a demonstrar grande interesse. Isto permite-nos completar a nossa oferta que é claramente inigualável no mercado publicitário do nosso país”, referiu José Miguel García Gasco, diretor-geral da Atresmedia Publicidad.

De acordo com a agência publicitária espanhola, a H2H partilha com a Atresmedia os seus principais valores, “transparência, inovação, abordagem analítica e serviço ao cliente”. “Em apenas três anos”, a agência conta entre os principais clientes com empresas nacionais e multinacionais de vários setores, gerindo mais de 5.000 interações entre influenciadores e marcas, tendo ainda sido reconhecida com vários prémios, incluindo um Prémio de Eficácia, da Associação Espanhola de Anunciantes, na sua edição de 2018.

De acordo com o diretor-geral da H2H, Luis Díaz, “o acordo alcançado com o grupo Atresmedia é um grande desafio, pois esta operação irá acelerar a capacidade e o crescimento da H2H e trará diferenciação ao grupo. A publicidade através de influenciadores já foi consolidada como um meio de comunicação no âmbito dos planos de marketing dos anunciantes”. “Fazer parte do grupo líder das comunicações em Espanha”, acrescentou, “dá-nos uma posição privilegiada no setor”.

Atresmedia salienta que a escolha da H2H surge após uma análise detalhada do setor de marketing de influência e das diferentes agências que o compõem, e significa avançar no seu posicionamento na área digital, compreendendo assim a transformação que o setor está a sofrer e a necessidade de expandir o espetro com esta aquisição.

A H2H foi fundada por Luis Díaz em 2017 como uma agência de marketing de influência com uma abordagem analítica digital, trabalhando para profissionalizar o setor em Espanha, e “destacando os problemas que estavam a prejudicar a credibilidade do meio, como uma forma direta de abordar o problema.”

O jornalismo continua por aqui. Contribua

Sem informação não há economia. É o acesso às notícias que permite a decisão informada dos agentes económicos, das empresas, das famílias, dos particulares. E isso só pode ser garantido com uma comunicação social independente e que escrutina as decisões dos poderes. De todos os poderes, o político, o económico, o social, o Governo, a administração pública, os reguladores, as empresas, e os poderes que se escondem e têm também muita influência no que se decide.

O país vai entrar outra vez num confinamento geral que pode significar menos informação, mais opacidade, menos transparência, tudo debaixo do argumento do estado de emergência e da pandemia. Mas ao mesmo tempo é o momento em que os decisores precisam de fazer escolhas num quadro de incerteza.

Aqui, no ECO, vamos continuar 'desconfinados'. Com todos os cuidados, claro, mas a cumprir a nossa função, e missão. A informar os empresários e gestores, os micro-empresários, os gerentes e trabalhadores independentes, os trabalhadores do setor privado e os funcionários públicos, os estudantes e empreendedores. A informar todos os que são nossos leitores e os que ainda não são. Mas vão ser.

Em breve, o ECO vai avançar com uma campanha de subscrições Premium, para aceder a todas as notícias, opinião, entrevistas, reportagens, especiais e as newsletters disponíveis apenas para assinantes. Queremos contar consigo como assinante, é também um apoio ao jornalismo económico independente.

Queremos viver do investimento dos nossos leitores, não de subsídios do Estado. Enquanto não tem a possibilidade de assinar o ECO, faça a sua contribuição.

De que forma pode contribuir? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

Obrigado,

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Espanhola Atresmedia compra H2H e entra no marketing de influência

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião