A Evolução Demográfica Portuguesa e o Futuro das Pensões de Reforma

  • ECO
  • 19 Outubro 2020

A Proteste Investe organiza nos dias 28 e 29 de outubro duas conferências que pretendem debater o modelo de Segurança Social, antecipando o Dia Mundial da Poupança.

Durante dois dias, a Proteste Investe irá juntar académicos, gestores, opinion makers e decisores para um debate online focado no modelo de Segurança Social, como forma de celebração antecipada do Dia Mundial da Poupança – a 31 de outubro.

Sob o ângulo “A Evolução Demográfica Portuguesa e o Futuro das Pensões de Reforma”, a primeira conferência, dia 28, será dedicada ao “Futuro do atual modelo de Segurança Social” e é constituída pela intervenção de um keynote speaker e um debate. A segunda, no dia 29, terá como tema “As soluções para o presente” e decorre em formato de debate. Ambas terão início pelas 16h30, assinalando simbolicamente a hora de encerramento da Bolsa de Lisboa, e ambas terão a moderação de António Costa, publisher do ECO.

28 de outubro, 16:30: “O futuro do atual modelo de Segurança Social”

Keynote speaker: A evolução da pirâmide etária
João Peixoto, ISEG, Universidade de Lisboa

Debate:

  • Análise da evolução da pirâmide etária
  • Olhar prospetivo sobre a sustentabilidade do atual sistema de Segurança Social
  • Debate entre visões antagónicas
  • O papel do Estado
  • A alternativa dos privados
  • Modelos híbridos
  • Estratégias de mitigação de um eventual colapso

Moderação: António Costa, publisher do ECO

Oradores:

  • João César das Neves, Professor Catedrático da Universidade Católica
  • Paulo Trigo Pereira, Professor Catedrático do ISEG/Universidade de Lisboa e Presidente do Institute of Public Policy
  • Susana Peralta, Professora da Nova School of Business and Economics
  • Francesco Franco, Nova School of Business & Economics

29 de outubro, 16:30: As soluções para o presente

Debate:

  • Como é que os cidadãos podem acautelar o esgotamento da capacidade da Segurança Social
  • Reflexos na política fiscal
  • Alternativas de investimento
  • A articulação entre os trabalhadores e as empresas

Moderação: António Costa, publisher do ECO

Oradores:

  • Pedro Mota Soares, Ex-ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social; Secretário-Geral da APRITEL
  • Valdemar Duarte, Presidente da Comissão Consultiva Fundos de Pensões, APFIPP
  • Joaquim Rodrigues da Silva, Diretor do Centro de Competências Jurídico e Financeiro da DECO PROTESTE

Inscreva-se nas duas conferências e assista aos debates.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

A Evolução Demográfica Portuguesa e o Futuro das Pensões de Reforma

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião