Wall Street volta aos ganhos à boleia do PIB. Tecnológicas ajudam

Os principais índices norte-americanos registaram ganhos depois de serem conhecidos dados económicos animadores. Tecnológicas ajudaram o desempenho.

Wall Street voltou aos ganhos na penúltima sessão da semana. Dados económicos animadores contribuíram para acalmar os receios dos investidores perante o aumento dos casos de coronavírus. As gigantes tecnológicas brilharam antes de apresentarem os resultados.

A economia norte-americana mostrou sinais de uma recuperação no terceiro trimestre, superando as previsões dos economistas. O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos cresceu a um ritmo recorde de 33,1% no terceiro trimestre, depois de ter registado a maior queda desde os anos 40 no segundo trimestre.

Apesar de serem “dados positivos”, são um pouco “retrospetivos”, já que os casos de Covid-19 estão a crescer novamente, o que “realmente não dá um sinal forte relativamente ao quarto trimestre”, apontou Shawn Snyder, analista do Citi Personal Wealth Management, citado pela Reuters (acesso livre, conteúdo em inglês).

Perante este contexto, o S&P 500 avançou 1,19% para os 3.310,11 pontos e o tecnológico Nasdaq subiu 1,64% para os 11.185,59 pontos. Já o industrial Dow Jones conseguiu inverter a tendência, depois de ter começado a sessão em queda, e somou 0,52% para os 26.659,11 pontos.

O destaque nesta sessão foi para as cotadas do setor tecnológico, que avançaram antes de apresentarem resultados, após o fecho do mercado. A Apple subiu 3,71% para os 115,32 dólares, o Facebook somou 4,92% para os 280,83 dólares, a Alphabet, dona da Google, avançou 3,05% e a Amazon ganhou 1,52%.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Wall Street volta aos ganhos à boleia do PIB. Tecnológicas ajudam

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião