BRANDS' ECO Continue a cuidar das suas finanças sem sair de casa

  • BRANDS' ECO
  • 30 Outubro 2020

Se está a adiar a próxima poupança ou abertura de conta por falta de tempo ou disponibilidade, tiramos-lhe essa justificação da equação. Dá-nos 15 minutos?

O ano de 2020 ficará marcado como o ano em que colocámos demasiado das nossas vidas em suspenso. Viagens, encontros de amigos, jantares de família, consultas de rotina, idas ao banco, decisões financeiras…

É tempo de seguir em frente. Há coisas que não podem esperar. Tal como a saúde, também as nossas finanças pessoais não devem ficar em pausa, estagnadas. E com o avanço da tecnologia, isso é possível sem sair de casa e em pouco tempo.

Qualquer serviço hoje que esteja à distância de um clique no nosso telemóvel está em clara vantagem. Precisamos que os processos se tornem simples, rápidos, seguros e eficazes. Só temos de encontrar parceiros de confiança.

Também a pensar nisso, o Banco BiG permite agora aos clientes particulares abrirem uma conta de forma simples, sem deslocações nem complicações.

Desde a sua fundação em 1998, o BiG posiciona-se como um banco especialista em poupança e investimento, tendo sido por exemplo a primeira instituição em Portugal a permitir a compra de ações através da internet.

A segurança e a solidez são também dois pilares fundamentais da instituição, comprovados também pelo prémio de Melhor Banco (categoria Médio ou Pequeno Banco, uma iniciativa Exame, Informa D&B e Deloitte) que recebeu durante 10 anos consecutivos.

Conta criada na hora e à distância

Se pretende abrir uma conta bancária, mas não quer perder tempo com papelada e deslocações, fique a conhecer uma solução à sua medida: a conta 100% digital do Banco BiG, cujo processo de abertura está à distância de uns curtos passos.

Só vai precisar do smartphone, descarregar a App BiG na App Store ou Google Play Store e de ter alguns documentos consigo. Em menos de 15 minutos, terá a sua conta criada, como explica este curto tutorial.

Se está indeciso quanto ao próximo passo financeiro, fique ainda a conhecer o leque diversificado de produtos de poupança e investimento do BiG, adaptados aos diferentes perfis de investidores – do mais conservador ao mais tolerante aos riscos de mercado.

Para os novos clientes, o BiG disponibiliza ainda a subscrição de um Super Depósito com uma taxa promocional de 1% TANB a 3 meses*, para que possa começar logo a rentabilizar as suas poupanças. Sem pausas.

Saiba mais sobre a conta 100% digital do Banco BiG e continue a cuidar das suas finanças, poupanças e investimentos sem sair de casa.

* Valor mínimo para abertura de conta são 2.000€; depósito limitado a uma constituição por morada; depósito válido para novos recursos, nos primeiros 3 meses como cliente; condições válidas na presente data.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Continue a cuidar das suas finanças sem sair de casa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião