Tripulantes da PGA aprovam acordo de emergência na TAP

  • Lusa
  • 25 Fevereiro 2021

Com 156 votos a favor e nove contra, os tripulantes da Portugália aprovaram esta quinta-feira o acordo de emergência na TAP.

Os tripulantes da Portugália aprovaram esta quinta-feira o acordo de emergência na TAP, com 156 votos a favor e nove contra, segundo uma nota do Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) a que a Lusa teve acesso.

A estrutura e a Portugália (PGA) acordaram cortes nos salários dos tripulantes de cabina de 25% entre 2021 e 2023 e 20% em 2024, aplicáveis à parcela acima dos 1.330 euros.

Este corte – que abrange a parte que excede os 1.330 euros considerando o total ilíquido do vencimento base e de todas as prestações retributivas ou de outra natureza, com exceção das ajudas de custo – consta da versão final do acordo de emergência a que chegaram o sindicato e a administração da companhia, este mês.

O acordo abrange os “cerca de 180 tripulantes de cabina” da Portugália Airlines (PGA) representados pelo sindicato. Votaram online 165 tripulantes.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Tripulantes da PGA aprovam acordo de emergência na TAP

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião