BRANDS' ECO E-commerce: 10 perguntas a Pedro Cid, diretor-geral do Auchan Retail Portugal

  • BRANDS' ECO
  • 26 Fevereiro 2021

Pedro Cid, diretor-geral do Auchan Retail Portugal, foi um dos membros do júri da 1ª edição do Portugal E-Commerce Awards, e fala da evolução do e-commerce em Portugal e do caso da sua empresa.

O Portugal E-Commerce Awards é uma iniciativa do Lisbon Awards Group, startup portuguesa líder na organização de prémios e eventos corporativos próprios, em parceria com o ECO, e que tem o objetivo de distinguir os melhores projetos da área, tendo em conta a sua inovação, tecnologia, criatividade, conforto, sustentabilidade e modernidade.

Depois de uma primeira edição de sucesso, com mais de 50 vencedores em várias categorias setoriais e funcionais, arranca este ano a 2ª edição, que culminará no dia 19 de abril, com um evento digital onde serão conhecidas as empresas e os profissionais de e-commerce em Portugal que mais se destacaram no último ano.

Pedro Cid, diretor-geral da Auchan Retail Portugal, foi um dos membros do júri da 1ª edição do Portugal E-Commerce Awards, e respondeu a algumas questões sobre a evolução do do e-commerce em contexto de pandemia, o prémio e o desempenho da sua empresa nesta área.

Pedro Cid, diretor-geral do Auchan Retail Portugal

Que conselhos se pode dar a quem tem o objetivo de se especializar nesta área?

Antes de mais, paixão. A paixão é a chave do sucesso para todas as atividades. Depois, capacidade para se adaptar a todas as situações acompanhando novas exigências e, sobretudo, capacidade para mudar sempre que necessário. O e-commerce está em constante evolução e são inúmeros os desafios que vão aparecendo, por isso, é preciso saber reinventar-se e ser capaz de surpreender o cliente, hoje cada vez mais atento e exigente, disponibilizando-lhe uma proposta de oferta e-commerce clara.

Qual o impacto que a pandemia teve no e-commerce e de que maneira considera que afetou a atribuição dos prémios?

Embora o e-commerce seja uma área naturalmente com grande potencial de crescimento, a pandemia acelerou esta realidade e obrigou as empresas a ajustarem os seus serviços e a encontrar mais soluções. No fundo, a mesma serviu para alargar horizontes e pensar além do esperado.

Com o crescimento do e-commerce neste ano atípico, o processo de atribuição dos prémios foi mais difícil?

Foi mais desafiante. Num mundo em que o e-commerce assume uma importância cada vez maior na vida dos consumidores, este ano atípico lançou ainda mais desafios que acabaram por ser ultrapassados pela força e motivação das empresas cujas equipas se sentem responsáveis por abastecer os portugueses e manter o motor da economia a funcionar.

Quais as principais características que considera imprescindíveis num e-commerce?

O consumidor de hoje quer soluções cómodas, inovadoras que simplifiquem a sua vida e o acesso aos melhores produtos, com o melhor preço, adequados às suas necessidades, características e circunstâncias. Neste sentido, acredito que para conquistar e fidelizar clientes, o e-commerce deve disponibilizar uma oferta alargada, de qualidade, ao melhor preço e de proximidade, numa experiência personalizada e inovadora, adaptada às suas necessidades e contextos, e um serviço de excelência que supere as suas expectativas.

Com o crescimento do e-commerce, como vê o Portugal E-Commerce Awards daqui a cinco anos?

Será um Portugal E-Commerce com outro tipo de exigências, certamente mais rico pela experiência que este ano trouxe a todas as empresas e setor.

Como foi a evolução do e-commerce na vossa empresa em específico?

A Auchan lançou o seu site e-commerce em 2007 (na altura ainda Jumbo) e, desde essa época, naturalmente que muita coisa mudou. Desde então, a Auchan tem sido pioneira na adoção de novas tecnologias e soluções digitais com o objetivo de melhorar a experiência dos clientes, quer na loja online, quer nas lojas físicas. Desde o self-checkout, ao self-scanning através da App Auchan e, mais recentemente, com as soluções de quiosques digitais que alargam a oferta de produtos e digitalizam as lojas, tornando-as mais interativas.

A App Auchan é a primeira no mercado português que oferece, numa única aplicação, tanto a possibilidade de comprar online, como a de acelerar a compra em loja, através da leitura dos códigos de barra dos produtos. Desta forma, controla-se o total a pagar e no final não é necessário retirar os produtos do carrinho. É só pagar, sem filas. A aplicação pode ajudar a reduzir em 30% o tempo gasto num percurso de compras típico em loja.

Também por isso, continuaremos a investir em tudo o que sejam funcionalidades que melhorem o serviço e que tornem as compras online e em loja mais rápidas.

Acredita que o e-commerce poderá tornar-se a maior fatia do negócio para muitas das maiores empresas em Portugal?

Acredito que a aposta deve passar por oferecer os melhores produtos, a um preço justo para o produtor e para o cliente, assim como uma experiência de compra cada vez mais personalizada e relevante, tanto nas nossas lojas como no digital. O objetivo será sempre o de servir o cliente onde ele quiser, quando quiser e como quiser, com propostas de valor ajustadas ao seu perfil de consumo e com máxima eficiência e rapidez.

No fundo, trata-se de oferecer um serviço de excelência para simplificar a sua vida. Se por um lado as lojas físicas têm que ser cada vez mais um espaço representativo daquilo que é Local, fazendo o cliente sentir-se em casa, no que diz respeito ao online, este terá sempre que ser um serviço de excelência com o objetivo de simplificar a vida do cliente. Neste sentido, acreditamos que num futuro muito próximo o cliente terá que ter à sua disposição soluções adaptadas às suas necessidades do momento, com a possibilidade de receber o que quer quando quer e onde quer, sendo a oferta adaptada às exigências de cada um.

Considera o consumidor português preparado para o crescimento do e-commerce?

Sim. O consumidor português quer soluções que simplifiquem a sua vida e respondam às suas necessidades, mostrando-se cada vez mais adaptável às novas realidades do comércio e esta pandemia veio provar isso mesmo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

E-commerce: 10 perguntas a Pedro Cid, diretor-geral do Auchan Retail Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião