Lucros da Flexdeal caem 77% para 204,5 mil euros em 2020

  • Lusa
  • 5 Março 2021

A sociedade de investimento para o fomento da economia teve uma receita superior a 2,42 milhões de euros e um reforço de capital próprio para 19 milhões de euros em 2020.

O resultado líquido da Flexdeal caiu 77% no período que terminou em setembro do ano passado, para 204,5 mil euros, de acordo com um comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Num comunicado em separado, a sociedade de investimento para o fomento da economia (SIMFE), que analisa o período entre 01 de outubro de 2019 e 30 de setembro de 2020, destacou que em três anos de atividade, “a Flexdeal acumula um histórico de indicadores financeiros positivos” tendo registado “uma receita superior a 2,42 milhões de euros em 2020, que compara com cerca de 2,4 milhões de euros no exercício anterior e 1,53 milhões de euros em 2018”.

A sociedade indicou que “para estes resultados positivos contribui o reforço constante do capital próprio da Flexdeal ao longo destes três anos de atividade, que passou de cerca de 11 milhões de euros, em 2018, para mais de 19 milhões, em 2020, o que representa também um aumento de quase dois milhões de euros face a 2019 (17,2 milhões de euros)”.

A Flexdeal referiu ainda que “ao longo de três anos, a sociedade à data de cada relato aumentou o volume de investimento de 12,1 milhões de euros para 15,1 milhões de euros, assim como o número de empresas participadas, de 27 para 36”, recordando que em 29 de dezembro de 2020, “conseguiu comprar 950 mil ações da Raize, o equivalente a 19% do capital, na sequência da oferta pública de aquisição (OPA) lançada sobre esta percentagem de capital daquela plataforma de financiamento”.

Em fevereiro, a Flexdeal voltou a adiar a publicação das suas contas devido a constrangimentos relacionados com a pandemia, estimando a apresentação dos documentos até 10 de março.

“Na sequência da informação divulgada ao mercado, pelos motivos já expostos, ligados à persistência do contexto pandémico, a Flexdeal estima que a publicação dos seus documentos de prestação de contas individuais e consolidadas, ocorra até ao dia 10 de março de 2021“, indicou a sociedade num comunicado à CMVM.

Em 29 de janeiro, a Flexdeal anunciou que estava “impossibilitada” de apresentar as suas contas no prazo estipulado, face aos constrangimentos provocados pela pandemia, estimando que essa publicação só devesse ocorrer no final de fevereiro.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Lucros da Flexdeal caem 77% para 204,5 mil euros em 2020

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião