Uber Portugal aceita melhorar condições dos trabalhadores, mas salvaguardando a flexibilidade

  • ECO
  • 4 Abril 2021

A gestão da Uber em Portugal está disponível para melhorar as condições dos trabalhadores, desde que mantendo a flexibilidade e a independência que os atrai para este tipo de trabalho.

A Uber em Portugal está disposta a dar melhores condições aos seus trabalhadores, mas desde que se mantenha a “flexibilidade e a independência”. Numa altura em que o Governo está a discutir o tema com os parceiros sociais, Manuel Pina, diretor-geral da mobilidade da Uber em Portugal, diz que há forma de melhorar a legislação sobre o que é ou não é o horário de trabalho uma vez que as plataformas “não têm capacidades para regular isso porque não têm visibilidade sobre o que é que se passa nas outras aplicações”.

“O que lhe posso dizer é que nos mantemos sempre disponíveis, tanto num negócio como no outro, para trabalhar e colaborar com os decisores políticos, reguladores, outras plataformas ou outros stakeholders para chegar a situações que sejam mais favoráveis para este tipo de trabalhadores“, respondeu Manuel Pina em entrevista ao Público este domingo. O gestor ressalva que, de acordo com a lei de TVDE em Portugal, a relação laboral “não pode ser diretamente entre as plataformas e entre os motoristas”, passando sempre pelos operadores de TVDE.

Apesar de ser favorável a mais regalias para os trabalhadores, Manuel Pina considera que é indispensável equilibrar essa melhoria com as características intrínsecas deste tipo de trabalho. “Devem ser salvaguardados aquilo que sabemos serem alguns dos pontos de maior importância para este tipo de trabalhadores, como é o caso da flexibilidade, a independência – poderem trabalhar quando e onde querem, e poderem também adicionar outras formas de rendimento à da utilização da aplicação – e o acesso à oportunidade“, afirmou.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Uber Portugal aceita melhorar condições dos trabalhadores, mas salvaguardando a flexibilidade

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião