Autoeuropa em guerra com proposta salarial

  • ECO
  • 6 Abril 2021

Zero aumentos para este ano, cortes nos prémios e adiamento do pagamento dos downdays para 2024. Trabalhadores consideram proposta “uma afronta” depois de ano de boa produção.

A direção da Autoeuropa enviou uma proposta aos trabalhadores onde propõe zero aumentos para este ano e indexados à inflação nos próximos dois anos, conversão de 50% dos prémios por objetivos em banco de horas e adiamento do pagamento dos downdays (dias de não produção) para 2024, avançou o Jornal de Negócios (acesso pago) e o Correio da Manhã (acesso pago). A administração também propôs o pagamento de um prémio de 200 euros a todos os trabalhadores.

A proposta da direção da Autoeuropa, conhecida quarta-feira passada, foi considerada “uma declaração de guerra”. Este acordo a três anos surge depois de 2020 ter sido considerado o terceiro melhor ano de sempre da fábrica da Volkswagen em Palmela e foi a única fábrica que manteve a produção em ano de pandemia. Para os trabalhadores trata-se de “uma afronta” que não visa apenas os rendimentos, mas as próprias condições de trabalho. A administração contrapõe com os aumentos salariais de 2,3% atribuído em dezembro,

A Comissão de Trabalhadores garantiu aos funcionários já ter rejeitado “esta perda de rendimentos e direitos tendo entregado uma nova contraproposta”. A proposta da Comissão era de um aumento de 5%, com um mínimo de 50 euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Autoeuropa em guerra com proposta salarial

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião