Media Capital reduz prejuízos para 11,1 milhões de euros em 2020

  • Lusa
  • 13 Maio 2021

O grupo assinalou também que "registou um resultado líquido positivo no segundo semestre de 2020 de 3,3 milhões de euros". Rendimentos de publicidade caíram 14% em ano de pandemia.

A Media Capital reduziu os prejuízos para 11,1 milhões de euros no ano passado, “uma notória melhoria” face às perdas de 54,7 milhões de euros de 2019, anunciou esta quinta-feira a dona da TVI.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) sobre a “informação financeira preliminar” relativa a 2020, o grupo adianta que “registou um resultado líquido positivo no segundo semestre de 2020 de 3,3 milhões de euros”.

No total do ano passado, os prejuízos foram de 11,1 milhões de euros, “uma notória melhoria” face ao resultado líquido negativo de 54,7 milhões de euros de 2019.

Os rendimentos operacionais recuaram 17% no ano passado, face a 2019, para 137,6 milhões de euros, “sendo que se verificou uma recuperação de 4,5% no segundo semestre”, lê-se no comunicado.

“Os gastos operacionais, excluindo amortizações, depreciações, gastos com provisões e restruturações e perdas por imparidade de ‘goodwill’, registaram um decréscimo de 10%, passando de 146,5 milhões de euros para 131,4 milhões de euros”, adianta.

Excluindo gastos com provisões, reestruturações e perdas por imparidade de ‘goodwill’, o resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações (EBITDA) consolidado caiu 67% para 6,2 milhões de euros. Em 2019 tinha sido de 18,6 milhões de euros.

“Todavia, é de sublinhar a forte recuperação no segundo semestre, no qual esta métrica ascendeu a 16,1 milhões de euros (margem de 19,6%), mais que quadruplicando o valor do período homólogo de 2019″, refere o grupo liderado por Mário Ferreira.

No comunicado, a Media Capital salienta que a informação financeira agora divulgada “não pode, contudo, ser considerada informação definitiva e final porquanto não foi a mesma aprovada pelos competentes órgãos sociais da sociedade, nem se encontram concluídos os trabalhos de auditoria pelos auditores”

Salienta que o documento contém “informação financeira resumida e parcial e poderá estar sujeito a alterações, correções ou aditamentos” e que a definitiva “será divulgada no âmbito dos documentos de prestação de contas do exercício de 2020”.

No ano passado, “e decorrente da pandemia, os rendimentos de publicidade tiveram uma redução de 14%” para 96,8 milhões de euros, no entanto, “é de sublinhar o aumento de 12% no segundo semestre, quando comparado com o período homólogo de 2019, suportado pela recuperação do mercado publicitário no período após o primeiro confinamento e pela forte recuperação das audiências da TVI”.

Os outros rendimentos operacionais, “compostos essencialmente por rendimentos de produção audiovisual, serviços multimédia, rendimentos de cedência de sinal e venda de conteúdos, decresceram 23% [para 40,7 milhões de euros], sobretudo devido a uma quebra nos rendimentos associados a serviços multimédia e direitos de sinal”.

A Media Capital aponta “que o ano de 2019 foi positivamente influenciado pelo registo de uma mais-valia de ativos tangíveis no segmento rádio & entretenimento, que ascendeu a cerca de um milhão de euros”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Media Capital reduz prejuízos para 11,1 milhões de euros em 2020

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião