EUA conseguiram reaver maioria do resgate pago a ‘hackers’ da Colonial Pipeline

  • Lusa
  • 7 Junho 2021

As autoridades norte-americanos recuperaram a maior parte dos 4,4 milhões de dólares pagos a hackers que atacaram a rede da empresa de oleodutos Colonial Pipeline em maio.

As autoridades norte-americanas anunciaram esta segunda-feira ter recuperado a maior parte dos 4,4 milhões de dólares (3,6 milhões de euros) pagos aos piratas informáticos que atacaram a rede da empresa de oleodutos Colonial Pipeline no início de maio.

“O Departamento de Justiça [dos Estados Unidos] localizou e recuperou a maior parte do resgate”, disse a procuradora-geral dos Estados Unidos, Lisa Mónaco, em conferência de imprensa hoje realizada.

A empresa, que transporta cerca de metade dos produtos petrolíferos norte-americanos desde o Golfo do México em direção à costa leste dos Estados Unidos, foi alvo, em 7 de maio, de um ‘ransomware’, um programa que explora as falhas de segurança para encriptar os sistemas informáticos e exigir um resgate para o desbloquear.

O ataque contra os sistemas informáticos da Colonial Pipeline forçou-a a fechar o conjunto das suas operações.

Esta situação provocou um movimento de pânico em numerosos automobilistas, que recearam uma falta de combustível e acorreram às estações de serviço.

A empresa avançou na altura que os ‘hackers’ pediram um resgate e que o seu pagamento permitiu à Colonial Pipeline reaver acesso a vários servidores e regressar à normalidade das suas operações.

No entanto, Blount sublinhou que os trabalhos de reparação iam prosseguir durante meses e iriam custar à empresa dezenas de milhões de dólares.

O Presidente dos EUA, Joe Biden, considerou que o ciberataque teve origem na Rússia e, embora tenha excluído qualquer envolvimento do Governo de Moscovo, prometeu abordar o assunto na cimeira com o seu homólogo russo, Vladimir Putin, marcada para dia 16.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EUA conseguiram reaver maioria do resgate pago a ‘hackers’ da Colonial Pipeline

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião