Endesa reduz lucros em 26% para 832 milhões de euros

  • Lusa
  • 27 Julho 2021

Os resultados do primeiro semestre de 2021 ficaram marcados por um "contexto de mercado desfavorável caracterizado pelo aumento dos preços das matérias-primas".

A elétrica espanhola Endesa obteve um lucro de 832 milhões de euros no primeiro semestre de 2021, menos 26% do que um ano antes, num contexto marcado pelo aumento das matérias-primas energéticas que influenciou o preço da eletricidade.

A empresa informou esta terça-feira a Comissão Nacional do Mercado de Valores Mobiliários (CNMV) espanhola que, numa base comparável em relação a 2020 (eliminando o efeito liquido das provisões realizadas há um ano), o decréscimo seria de apenas 3%.

O resultado antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (EBITDA) foi de 1,879 milhões, “num contexto de mercado desfavorável caracterizado pelo aumento dos preços das matérias-primas”, afirma a empresa que também tem negócios em Portugal.

A Endesa assegura que em termos comparáveis com o ano anterior, o declínio deste indicador seria reduzido de 19% para 4%.

A empresa que opera na distribuição de gás natural e na geração e distribuição de energia elétrica realça que as suas receitas aumentaram em 15,6% entre o primeiro semestre de 2020 e o de 2021, para 10.272 milhões de euros.

A Endesa informa ainda que esteve a concluir no primeiro semestre de 2021 o encerramento completo do seu negócio de carvão na Espanha continental e atingiu 88% da sua produção livre de emissões de gases nocivos para a atmosfera.

As centrais de energia renováveis em construção em junho totalizavam 2.500 megawatts (MW), cobrindo a meta de 2021 de aproximadamente 700 MW de nova capacidade e as metas de 2022 de mais 1.400 MW.

A dívida líquida da empresa cresceu de 6.899 milhões de euros para 8.184 milhões de euros, um aumento que se deve principalmente aos 745 milhões que a companhia de eletricidade utilizou para pagar dividendos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Endesa reduz lucros em 26% para 832 milhões de euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião