“Serei dos últimos a tirar” a máscara, diz Marcelo

  • ECO
  • 22 Agosto 2021

O Presidente da República diz que quer ver primeiros os números de agosto e setembro antes de decidir sobre o uso da máscara na rua.

Marcelo Rebelo de Sousa afirma que vai ser “dos últimos a tirar” a máscara na rua. De visita a um centro de vacinação em Alcabideche, ao lado do coordenador da task force, o Presidente da República prefere esperar para ver os números de agosto e setembro antes de deixar de usar a máscara em público e promete manter o distanciamento social.

O uso obrigatório máscara na rua, sempre que não haja distanciamento social, está em vigor até ao dia 12 de setembro. A decisão sobre manter ou retirar a máscara cabe à Assembleia da República, lembrou Marcelo. Também o Governo na sexta-feira, após o Conselho de Ministros extraordinário que antecipou a segunda fase do desconfinamento, reforçou que “decisão que foi tomada na Assembleia da República, deve ser tomada na Assembleia da República”.

O diploma, que renovou a obrigatoriedade de utilização de máscara nos espaços públicos por mais 90 dias, foi aprovado pelo Parlamento, em junho, sob proposta da bancada socialista. O plenário só volta a reunir-se em setembro, o que Marcelo Rebelo de Sousa considera ser “uma boa coincidência” deixar passar algumas semanas desde o arranque, no dia 23 de agosto, do alívio de restrições pela pandemia.

O PSD avançou, este sábado, com um requerimento para ouvir com urgência o grupo de epidemiologia da direção-geral de Saúde (DGS) antes mesmo de 12 de setembro. A manutenção ou fim do uso de máscara “não é exclusivamente do foro político”, defendem os social-democratas.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

“Serei dos últimos a tirar” a máscara, diz Marcelo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião