Maioria das empresas dos EUA planeiam tornar vacina contra a Covid-19 obrigatória até ao fim do ano

  • Joana Abrantes Gomes
  • 1 Setembro 2021

Mais de metade das empresas nos EUA planeiam tornar a vacinação contra a Covid-19 obrigatória até ao fim de 2021. Apple já pede aos trabalhadores que comuniquem "voluntariamente" o seu estado vacinal.

Mais de metade das empresas nos Estados Unidos estão a planear tornar a vacinação contra a Covid-19 obrigatória para os seus trabalhadores até ao final do ano, revela esta quarta-feira um inquérito realizado pela consultora Willis Towers Watson a 961 empregadores do país, citado pela Reuters. Um quarto dos inquiridos considera a inoculação como condição de emprego, sendo que a Apple já está a pedir aos seus funcionários nos EUA para que comuniquem o seu estado vacinal “voluntariamente” até meados de setembro.

O novo aumento de casos de Covid-19 nos EUA, provocado pela variante Delta e que tem pressionado o sistema de saúde norte-americano, a par com as novas orientações do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças dos EUA — que exige que os indivíduos totalmente vacinados usem máscaras –, levou empresas como a Alphabet Inc., “mãe” da Google, a Walmart e a Goldman Sachs Group a alterarem as suas políticas acerca do uso de máscara e da vacinação.

Entre as empresas participantes – que, juntas, empregam cerca de 9,7 milhões de pessoas – mais de 52% admitem que poderão ter uma ou mais exigências de mandatos de vacinação no último trimestre de 2021, um aumento em relação aos atuais 21%. As ordens poderão variar entre a exigência de vacinação para os funcionários terem acesso a áreas comuns, como por exemplo cantinas, e a exigência de vacinação para todos os trabalhadores.

O inquérito revelou ainda que o número de empregadores que verificam se os trabalhadores completaram a sua vacinação está a aumentar, com mais empresas a considerarem até a implementação de incentivos financeiros para a vacinação.

Ao mesmo tempo, a aprovação total concedida na semana passada à vacina da Pfizer/BioNTech pela agência reguladora do medicamento norte-americana (FDA, na sigla em inglês) é um passo importante que poderá ajudar a acelerar a implementação de mandatos de vacinação nos EUA. “Esperamos que ainda mais empregadores instituam mandatos de vacinação na sequência da aprovação da vacina Pfizer pela FDA”, disse um responsável da Willis Towers Watson.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Maioria das empresas dos EUA planeiam tornar vacina contra a Covid-19 obrigatória até ao fim do ano

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião