Intelcia, do grupo Altice, compra Unísono por 133 milhões

  • Lusa
  • 3 Setembro 2021

O grupo Unísono, com uma faturação de 147 milhões de euros em 2020, tem 9.000 trabalhadores e 16 centros de operações espalhados por Espanha, Chile, Colômbia e Reino Unido.

A Intelcia, controlada pela multinacional luxemburguesa Altice e propriedade do bilionário Patrick Drahi, adquiriu 100% do grupo espanhol Uníssono, por 133 milhões de euros, com o objetivo de expandir a presença nos mercados europeus e na América Latina.

Após a aprovação da operação pelos Conselhos de Administração das duas empresas, a integração está em vigor desde 6 de agosto, informou esta sexta-feira a Intelcia, numa nota divulgada.

Fonte oficial da Intelcia adiantou à Lusa que esta aquisição totalizou 133 milhões de euros.

O Grupo Unísono, com uma faturação de 147 milhões de euros em 2020, tem 9.000 trabalhadores e 16 centros de operações espalhados por Espanha, Chile, Colômbia e Reino Unido, quando a Intelcia conta com mais de 27 mil colaboradores, 56 ‘sites’ e presença em 17 países.

A Intelcia espera atingir, com esta operação, um volume de negócios de 700 milhões de euros em 2021 e 1.500 milhões em 2025“, estima a empresa, adiantando que, como resultado dessa operação, vai ter 35 mil funcionários em 20 países.

A Intelcia, explica naquela nota, escolheu a Unísono pela sua “reputação” em Espanha e na América Latina, e por ser “uma referência” no setor da gestão de clientes, permitindo a operação que se posicione para fornecer serviços em língua espanhola.

Segundo a agência Efe, a Confederação Geral do Trabalho (CGT) denunciou, hoje de manhã, que a venda da empresa foi decidida pela direção da Unísono sem ser comunicada “formalmente aos representantes dos trabalhadores”, razão pela qual diz estar preocupada com as consequências no emprego e direitos dos trabalhadores.

A venda, anunciada pela fundadora da empresa, María del Pino Velázquez, antes de se despedir dos empregados, “cedo ou tarde vai traduzir-se em cortes de direitos” dos trabalhadores, segundo a CGT, que acusa ainda o Grupo Unísono de obter “benefícios anuais significativos há mais de duas décadas” e “os maiores resultados da sua história” em 2020, quando ultrapassaram oito milhões de euros.

No mercado português, a Intelcia presta serviços para clientes nacionais e internacionais em vários setores de atividade.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Intelcia, do grupo Altice, compra Unísono por 133 milhões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião