Investidores estrangeiros fazem mira aos hotéis de Madrid e Barcelona

Nos últimos três meses, foram várias as operações hoteleiras feitas por fundos internacionais em Madrid e Barcelona. "Ainda há muito dinheiro no mercado", diz especialista.

Espanha tornou-se um dos destinos mais atrativos para fundos internacionais que, nos últimos três meses, realizaram várias operações hoteleiras no país vizinho, diz o Cinco Días (conteúdo em espanhol). Especialista diz que “ainda há muito dinheiro” no mercado da hotelaria.

A cadeia espanhola Meliá desfez-se de oito hotéis por 200 milhões de euros, tendo comprado o Hotel Apollo, em Barcelona, por 90 milhões. O Grupo NH vendeu o Hotel Calderón em Barcelona por 125 milhões, enquanto a TUI vendeu 19 dos seus hotéis à RIU por 670 milhões. Destaque ainda para o fundo canadiano Brookfield que comprou cinco hotéis da Selenta por 550 milhões. Isto tudo nos últimos três meses.

Estes são apenas alguns exemplos, mas a febre de investimentos parece continuar nos próximos meses, como se vê pela compra do Apple Leisure Group, que terá mais de 47 ativos na Europa até ao final do ano, 44 dos quais localizados em Espanha.

“Ainda há muito dinheiro no mercado, os grandes fundos procuram oportunidades, mas estão muito limitados em produtos de qualidade e em localizações centrais“, diz Albert Grau, sócio e codiretor da Cushman & Wakefield Hospitality em Espanha, em declarações ao Cinco Días. O especialista esteve presente durante a Hospitality Insights, em Berlim, onde percebeu que há mais oportunidades em Espanha do que no resto da Europa.

“Outros mercados da Europa estão a ser observados de perto, mas não há muitas vendas. Em França, na Alemanha e no Reino Unido, os Governos injetaram uma grande quantidade de dinheiro no setor, o que lhes permitiu enfrentar a crise, ter liquidez e não ter de recorrer a operações de compra e venda para compensar a perda de receita. Em Espanha também houve ajudas, mas foram muito menores“, acrescenta Albert Grau.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Investidores estrangeiros fazem mira aos hotéis de Madrid e Barcelona

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião