EDP aumenta preços do gás para as famílias a partir de outubro

A atualização nas faturas oscilará entre 6 e 19 cêntimos por mês, consoante o tipo de família e perfil de consumo. A decisão foi comunicada aos clientes no final de agosto.

A EDP Comercial confirmou esta quinta-feira que, perante a subida do preço da energia no mercado grossista, vai atualizar os preços do gás a partir de 1 de outubro, em linha com a decisão da ERSE.

A empresa, que tem 49,9% dos clientes em mercado livre (aproximadamente 650 mil de um total de quase 1,3 milhões), diz que a atualização será de 14 cêntimos por mês para os casais sem filhos (perfil 1 definido pelo regulador), 6 cêntimos mensais para casais com dois dependentes (perfil 2) e de 19 cêntimos por mês para famílias númerosas (perfil 3, quatro dependentes)

“Esta atualização já foi comunicada aos clientes no final de agosto“, disse fonte oficial da empresa ao ECO, sublinhando no entanto que continuem em vigor descontos nas faturas, que podem chegar aos 8% por mês.

“A EDP Comercial está também a compensar a emissão de carbono das famílias que passem a ser clientes de gás, através de projetos selecionados pelas Nações Unidas, de forma a contribuir para a transição energética”, disse a empresa.

Também a partir de 1 de outubro os preços vão subir 0,3% para os 238 mil consumidores que ainda estão no mercado regulado e representam apenas 2% do consumo nacional. “Apesar da redução da tarifa de acesso às redes, perspetiva-se uma subida no custo de aprovisionamento do gás natural, o que justifica o acréscimo nas tarifas transitórias de venda a clientes finais”, justificou a ERSE.

De acordo com os cálculos do regulador, para um casal sem filhos [consumo tipo 138m3/ano], com uma fatura média mensal de 10,90 euros, o aumento será de 0,04 euros. Para um casal com dois filhos [consumo tipo 292m3/ano] e uma fatura média mensal de 20,23 euros a variação será de 0,07 euros por mês. A entidade lembra que estas tarifas irão vigorar de 1 de outubro de 2021 a 30 de setembro de 2022.

Já a Galp, segunda operadora do mercado liberalizado de gás com maior número de clientes (23,5%), também confirmou ao ECO que “vai atualizar a 1 de outubro os preços finais de gás natural, uma atualização que decorre nos termos contratualmente previstos e que reflete o aumento do custo da aquisição de gás natural, bem como as tarifas de acesso às redes aprovada pela ERSE”.

Nesta comercializadora o impacto mensal será traduzido em “acréscimos médios entre os 50 e os 84 cêntimos nas tipologias de consumo mais representativas”.

A Galp sublinha que sobre estes preços continuarão a incidir os descontos associados às ofertas dos planos da empresa que incluem, por exemplo, descontos médios anuais de 22 euros no abastecimento de combustíveis por clientes com oferta tripa (eletricidade, gás e combustíveis).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EDP aumenta preços do gás para as famílias a partir de outubro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião