Ferro Rodrigues sublinha importância de interconexões energéticas para Portugal e Espanha

  • Lusa
  • 4 Outubro 2021

Há várias semanas que o preço da eletricidade tem vindo a bater recordes sucessivos no Mibel (Mercado Ibérico de Eletricidade) e os governantes estão preocupados.

O presidente da Assembleia da República sublinhou esta segunda-feira em Madrid que as interconexões energéticas e a cooperação em segurança e defesa são alguns dos desafios comuns que Portugal e Espanha têm de enfrentar na Europa.

Eduardo Ferro Rodrigues e a presidente do Congresso dos Deputados de Espanha, Meritxell Batet Lamana, inauguraram hoje o 9º Fórum Parlamentar Luso-Espanhol que vai fazer o balanço e a avaliação anual das relações bilaterais entre os dois países.

Ferro Rodrigues recordou que a reunião de um dia também vai contribuir para “ajudar a preparar” a cimeira luso-espanhola, cuja 32.ª edição vai ter lugar a 28 de outubro próximo em Trujillo, na Comunidade Autónoma da Extremadura.

Neste encontro entre os Governos de Portugal e Espanha “Portugal vai continuar a insistir nas interconexões energéticas”, disse o Presidente da Assembleia da República.

Há várias semanas que o preço da eletricidade tem vindo a bater recordes sucessivos no Mibel (Mercado Ibérico de Eletricidade) e os governantes estão preocupados com as implicações que isso está a ter no aumento da fatura das famílias.

Ferro Rodrigues manifestou a “preocupação com a tensão entre a Argélia e Marrocos”, com o primeiro país a anunciar a sua intenção de não fazer uso do gasoduto que atravessa o segundo, o que “pode ter um impacto negativo acrescido no abastecimento e no preço do gás natural”.

No discurso que proferiu Ferro Rodrigues também referiu os “novos desafios” na área da segurança e defesa internacionais tendo passado em revista as ameaças à estabilidade que têm aparecido em várias partes do globo.

“Na segurança e defesa enfrentamos desafios emergentes, reflexo de novas correlações de forças na comunidade internacional e do impacto de novas tecnologias críticas e emergentes”, disse o presidente do parlamento português, acrescentando que é com preocupação que vê “postos em causa os fundamentos em que assenta a ordem internacional multilateral, assente em regras”.

O presidente da Assembleia da República salientou ainda a necessidade de os dois países continuarem a trabalhar para resolver os problemas das populações das zonas da fronteira entre Portugal e Espanha, com “enfoque nas questões do despovoamento local, e da perceção de afastamento do progresso e prosperidade económica e social”.

“É fundamental que os dois países consigam dar resposta aos problemas da interioridade e do repto demográfico. Sem expectativas de futuro de vida, não conseguiremos fixar as populações locais”, sublinhou.

No discurso que fez, a presidente do Congresso dos Deputados de Espanha, Meritxell Batet Lamana, referiu o ex-Presidente português Jorge Sampaio, falecido recentemente, como sendo um “europeísta convicto” que sabia da importância das reuniões como o presente fórum para os avanços na cooperação europeia.

Os discursos de abertura desta manhã foram seguidos de três painéis de discussão sobre os “desafios comuns” que Portugal e Espanha enfrentam na Europa.

Neles, estão a ser abordadas questões relacionadas com as interconexões energéticas, cooperação em segurança e defesa, colaboração transfronteiriça na luta contra o despovoamento e o desafio demográfico, infraestruturas, mobilidade, serviços públicos, desenvolvimento económico, inovação digital e proteção ambiental, bem como cooperação na educação e cultura.

A cerimónia de encerramento do 9º Fórum Parlamentar luso-espanhol, no qual falarão os presidentes das duas câmaras legislativas, está agendada para as 16:30 (15:30 em Lisboa).

Este fórum realiza-se desde 2009, reunindo regularmente delegações das duas instituições.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ferro Rodrigues sublinha importância de interconexões energéticas para Portugal e Espanha

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião