Países Baixos vão reduzir impostos para compensar faturas da luz e gás

  • Lusa
  • 15 Outubro 2021

A medida vai custar cerca de 3.200 milhões de euros, 2.700 milhões destinados a indemnizações a cada habitação e 500 milhões às pequenas e médias empresas.

O Governo dos Países Baixos anunciou esta sexta-feira que vai reduzir os impostos em janeiro de 2022, defendendo que a medida irá permitir poupar uma média de 400 euros anual aos agregados familiares, compensando as faturas do gás e eletricidade.

Segundo a secretária de Estado da Economia em funções, Dilan Yesilgoz, a medida, de acordo com os cálculos do executivo, custará aos cofres públicos cerca de 3.200 milhões de euros, 2.700 milhões deles destinados a indemnizações a cada habitação e 500 milhões às pequenas e médias empresas (PME).

Yesilgoz salientou que as reduções serão aplicadas durante um ano.

A despesa envolverá uma “indemnização substancial” e o seu valor específico por domicílio vai depender do tipo de contrato que estiver definido e do tamanho da residência.

Optamos por uma medida ampla, para que as pessoas que não precisam também sejam beneficiadas. Mas tinha de ser feito de maneira adequada e rápida, porque uma medida mais complicada teria levado muito tempo”, afirmou Yesilgoz em declarações à imprensa local.

Por outro lado, o executivo de Haia vai atribuir 150 milhões de euros adicionais para um programa de isolamento térmico das habitações, a acrescentar aos 500 milhões já anunciados há um mês, rubrica que será gerida pelas Câmaras Municipais.

Nos Países Baixos estima-se que a subida dos preços do gás e da eletricidade nos mercados internacionais signifique um aumento da fatura energética de até 900 euros por ano por agregado familiar, o que tem levado o Parlamento a pressionar o executivo para tomar medidas urgentes.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Países Baixos vão reduzir impostos para compensar faturas da luz e gás

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião