Maioria dos portugueses concorda com eleições antecipadas

  • ECO
  • 4 Novembro 2021

Cerca de 59% concorda com a antecipação das eleições legislativas, na sequência da reprovação do Orçamento do Estado para 2022.

A maioria dos portugueses (59%) concorda com a antecipação das eleições legislativas, em linha com o que foi sinalizado pelo Presidente da República, face ao chumbo parlamentar da proposta de Orçamento do Estado para 2022, indica uma sondagem feita pela Aximage para o Diário de Notícias, Jornal de Notícias e TSF. Mais de metade dos inquiridos (54%) afirma, contudo, que isso será “mau para o país“.

Quantos aos principais responsáveis pelo chumbo do Orçamento, que desencadeou a crise política, dois terços dos inquiridos apontam baterias aos partidos da esquerda (67%), sendo que o Partido Socialista é o mais culpabilizado (28%). Isto porque 53% dos inquiridos considera que o PS deveria ter negociado com o PSD um novo Orçamento. E é no Norte que mais gente defende um Orçamento de Bloco central (64%) e em Lisboa que mais inquiridos a rejeitam.

Por outro lado, 44% dos inquiridos considera que o Governo não se deve demitir, mas 41% diz que sim. Ora tendo em conta que a margem de erro da sondagem é de 3,46%, o resultado é inconclusivo. A sondagem revela ainda que 42% dos portugueses avaliam positivamente a atuação do Presidente da República, sendo que é entre os mais velhos que a gestão da crise por parte do Presidente da República é mais aplaudida (60%).

A proposta de Orçamento do Estado para 2022 foi chumbada com os votos desfavoráveis de toda a direita, bem como do Bloco de Esquerda, do PCP e do PEV. O PAN absteve-se e o PS foi o único grupo parlamentar a votar a favor. Perante a perspetiva deste resultado, Marcelo Rebelo de Sousa avisou que a reprovação levaria à dissolução da Assembleia da República e à antecipação das eleições legislativas. A decisão do Chefe de Estado será formalizada esta quinta-feira, depois de mais de metade dos conselheiros de Estado ter-se mostrado a favor da dissolução do Parlamento.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Maioria dos portugueses concorda com eleições antecipadas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião