Johnson & Johnson vai dividir-se em duas empresas

  • ECO
  • 12 Novembro 2021

A Johnson & Johnson revelou que irá separar o negócio de saúde dos consumidores numa nova empresa cotada em bolsa. A divisão irá acontecer dentro de 18 a 24 meses.

A Johnson & Johnson anunciou esta sexta-feira que vai dividir-se em duas empresas independentes e cotadas na bolsa. O objetivo é separar a área dos produtos para o consumidor final da unidade farmacêutica, avança a Reuters.

De acordo com o CEO, Alex Gorsky, a gigante pretende completar a divisão entre 18 a 24 meses. O resultado será, por um lado, uma empresa de medicamentos e dispositivos médicos com margens elevadas mas um negócio menos previsível e, por outro, uma empresa de consumo com um crescimento mais lento, que venderá produtos como o pó de talco.

“O melhor caminho a seguir para garantir um crescimento sustentável a longo prazo e atender melhor à procura dos pacientes e dos consumidores é ter o nosso negócio de consumo a operar como uma empresa de saúde separada”, explicou o gestor.

A mudança surge numa altura em que outras multinacionais separaram os negócios para simplificar a estrutura e desbloquear valor. Esta sexta-feira, a Toshiba anunciou planos semelhantes, enquanto a General Electric disse na quarta-feira que se iria dividir em três para reduzir a dívida.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Johnson & Johnson vai dividir-se em duas empresas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião