ECO do Dinheiro. O peso da dívida pública

  • ECO
  • 2 Dezembro 2021

A dívida pública baixou para 130,98% do PIB no final do terceiro trimestre. O Conselho de Finanças Públicas alerta que o envelhecimento da população vai sobrecarregar as contas públicas, Veja o vídeo

A dívida do Estado era de 271,2 mil milhões de euros no final de outubro, segundo dados do Banco de Portugal. Este é o valor mais baixo desde janeiro, mas continua a ser um fardo demasiado pesado.

O dinheiro que o Estado deve era, no final de setembro, equivalente a 130,9% do PIB. O governo prevê que desça até aos 126,9% do PIB no final deste ano e para 122,8% no final de 2022.

Esta trajetória é importante, porque quanto mais alta for a dívida, maior o encargo do Estado com juros, que têm de ser suportados pelas famílias e empresas através do pagamento de impostos. Além disso, o aumento da inflação, está a levar a uma subida gradual das taxas de juro na zona euro, que agravará ainda mais a fatura.

O Conselho de Finanças Públicas alerta no relatório sobre riscos orçamentais que manter a generosidade do Estado social, por exemplo no pagamento de pensões, exigirá um maior esforço orçamental. Quanto mais tempo o país levar a corrigir o seu endividamento, mais dificuldade terá em ter finanças públicas capazes de suportar o impacto do envelhecimento da população.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

ECO do Dinheiro. O peso da dívida pública

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião