35% dos concelhos não têm farmácias a fazer testes grátis à Covid-19

  • ECO
  • 3 Dezembro 2021

Todos os distritos de Portugal continental têm concelhos a descoberto quanto a farmácias que não estão a realizar testes à Covid-19 comparticipados pelo Estado.

Em 35% dos concelhos de Portugal continental não há farmácias a fazer testes rápidos à Covid-19 comparticipados pelo Estado, sendo que nenhum distrito do país tem todos os seus concelhos com, pelo menos, uma farmácia a fazer estes testes, avança esta sexta-feira o Jornal de Notícias (acesso pago).

Numa altura em que, para aceder a hospitais, lares, discotecas ou grandes eventos públicos, as pessoas estão obrigadas a apresentar um certificado de teste negativo, a procura por testes nas farmácias tem disparado e algumas estão já sem stock e sem data para novas entregas. Ao JN, a Associação Nacional de Farmácias (ANF) admitiu a escassez de testes, mas garante que entre esta sexta-feira e a próxima segunda-feira haverá reabastecimento.

Além da elevada procura, até ao final da tarde de quinta-feira havia apenas 673 farmácias e 181 laboratórios que aderiram ao regime que permite a realização de quatro testes gratuitos por mês, independentemente do estado vacinal ou da idade. A estas, acrescem mais cerca de 200 farmácias que fizeram protocolos com os municípios.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

35% dos concelhos não têm farmácias a fazer testes grátis à Covid-19

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião