ECO do Dinheiro. Aumentou o risco de pobreza em Portugal

  • ECO
  • 17 Dezembro 2021

O risco de pobreza em Portugal aumentou para 18,4% em 2020, uma subida de 2,2 pontos percentuais face ao ano anterior.

  • Aumentou o risco de pobreza em Portugal. Veja o video

A pandemia trouxe uma recessão sem precedentes em 2020, histórica mesmo. E Portugal foi dos países que menos apoios deu às empresas e às famílias, sobretudo porque não aproveitou os ventos favoráveis dos anos anteriores para descer a dívida pública de forma mais agressiva.

As consequências estão a fazer-se sentir. O risco de pobreza em Portugal aumentou para 18,4% em 2020, uma subida de 2,2 pontos percentuais (p.p.) relativamente ao ano anterior, de acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgados esta sexta-feira.

A taxa de risco de pobreza, refira-se, correspondia em 2020 à proporção de habitantes com rendimentos monetários líquidos inferiores 554 euros por mês, tinha vindo a cair.

Assim, em 2020, eram cerca de 1,8 milhões os residentes em risco de pobreza, mais 228 milhares do que no ano anterior. E quem foi mais afetado? Foram as mulheres e os desempregados.

O país está assim mais desigual depois do pior ano da pandemia.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

ECO do Dinheiro. Aumentou o risco de pobreza em Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião