Telefónica aprova rescisão voluntária de cerca de 2.700 trabalhadores

  • Joana Abrantes Gomes
  • 28 Dezembro 2021

A operadora espanhola de telecomunicações chegou a acordo com os sindicatos dos seus trabalhadores para a rescisão voluntária de cerca de 2.700 funcionários.

A operadora de telecomunicações espanhola Telefónica anunciou, esta terça-feira, que vai cortar cerca de 2.700 postos de trabalho no primeiro trimestre de 2022, através de um programa de rescisões voluntárias, após chegar a acordo com os sindicatos que representam os seus trabalhadores, avança a Reuters (conteúdo em inglês).

Em novembro, já tinha sido noticiado que a Telefónica estaria a planear um programa de rescisões voluntárias destinado a trabalhadores com mais de 55 anos, podendo abranger cerca de 4.000 funcionários, quase 22% do total de 18.500 trabalhadores. Fontes do setor, na altura, disseram que a aprovação do plano deveria acontecer ainda antes do final do ano.

Segundo a empresa, os planos de redução de postos de trabalho irão ter um custo de cerca de 1,5 mil milhões de euros em 2021 e produzir uma poupança anual de mais de 230 milhões de euros a partir de 2023.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Telefónica aprova rescisão voluntária de cerca de 2.700 trabalhadores

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião