Alemanha encerra mais 3 centrais nucleares até final de 2021

  • Filipe Maria
  • 29 Dezembro 2021

As centrais nucleares de Brokdorf, Grohnde, e Gundremmingen C vão ser descontinuadas até 31 de dezembro de 2021. Governo sublinha importância de gerar energia de fontes sustentáveis.

As centrais nucleares de Brokdorf em Schleswig-Holstein, Grohnde na Baixa Saxónia, e Gundremmingen C na Baviera vão ser descontinuadas até 31 de dezembro de 2021, concluindo assim mais uma etapa do corte progressivo do uso de energia nuclear acordado em 2011, segundo comunicado (acesso em alemão) do ministério para os Assuntos Económicos e Proteção Climática da Alemanha.

“O corte progressivo da energia nuclear torna o nosso país mais seguro e ajuda a evitar o lixo radioativo”, disse a ministra do Ambiente Steffi Lemke, acrescentando que desde 2011, data em que foi acordado por consenso o fim gradual da energia nuclear, “a Alemanha tem delineado um plano quanto a uma tecnologia altamente problemática, num processo ordeiro e de confiança”.

Já Robert Habeck, ministro da Economia, confirmou que “a segurança do abastecimento energético na Alemanha ainda está garantida”, mas salvaguarda a importância de “avançar de forma consistente na reestruturação do nosso fornecimento de energia”.

Desde o acordo para a Lei da Energia Atómica de 2011 foram evitados resíduos radioativos na ordem dos 500 barris, estando ainda prevista a paragem das centrais nucleares de Emsland, Isar 2 e Neckarwestheim até 31 de dezembro de 2022.

Lemke agradeceu aos funcionários das centrais pelo seu “comportamento responsável na operação e desmontagem”. Por sua vez, Habeck sublinhou a importância de um fornecimento seguro de eletricidade, gerada de forma sustentável, para o alinhamento da economia e indústria alemã com a neutralidade climática. O ministro acredita que este cenário será possível na Alemanha face à expansão das energias renováveis e da sua rede.

Em Portugal, o ministro do Ambiente João Pedro Matos Fernandes sublinhou em novembro que a UE não deve financiar projetos de energia nuclear por não ser segura, sustentável e ser dispendiosa. Já a Bélgica, seguindo na mesma direção, decidiu encerrar todos os seus sete reatores nucleares até 2025.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Alemanha encerra mais 3 centrais nucleares até final de 2021

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião