O futebol espanhol volta a brilhar na Liga dos Campeões

  • Servimedia
  • 20 Março 2022

A Champions League conta hoje com o mesmo número de equipas espanholas e de representantes da Premier League, o que coloca Espanha entre a elite do futebol mundial.

O clube de futeol espanhol Villareal assinou na semana passada o seu passe para os quartos-de-final da Liga dos Campeões, treze anos após a sua primeira incursão nesta fase do campeonato. O “submarino amarelo” junta-se ao Real Madrid e ao Atlético de Madrid como as três equipas espanholas que continuam a progredir naquela que é a principal competição europeia, deixando de fora clubes como Juventus, PSG ou Manchester United.

Esta é uma demonstração de força das equipas da LaLiga espanhola perante aqueles que viam a partida de certos jogadores como um golpe mortal para o campeonato nacional. A realidade é que neste momento na Champions League existe o mesmo número de equipas espanholas e de representantes da Premier League, ultrapassando assim os clubes das outras ligas europeias, o que coloca Espanha entre a elite do futebol mundial.

A presença espanhola no panorama europeu, incluindo um clube modesto como o Villareal que tem estado em pé de igualdade com as melhores equipas do futebol mundial no seu próprio estádio, destaca a necessidade de continuar a ter todos os tipos de equipas em competições internacionais, uma vez que acrescenta entusiasmo ao desporto e reúne os vários adeptos para que as acompanham até às fases finais.

Por esta razão, há quem acredite que propostas elitistas como a Super Liga são infundadas face à evidência de que as competições inclusivas melhoram o espetáculo e a rentabilidade das equipas e organizações nacionais e internacionais.

Prova da importância deste marco para os clubes espanhóis na Liga dos Campeões é a consequência imediata sofrida pela Juventus após a sua eliminação, uma vez que o preço das suas ações caiu 7% na bolsa de valores, para além do impacto na sua competitividade a nível nacional, onde as suas hipóteses de liderança são atualmente remotas. Em Espanha, a LaLiga formalizou este ano a LaLiga Impulso, uma sociedade holding através da qual irá gerir o acordo com o fundo de investimento CVC, que já transferiu os primeiros 698 milhões de euros deste acordo, representando 35% dos 1.994 milhões de euros previstos.

Este acordo permitirá aos clubes LaLiga levar a cabo os projetos necessários para assegurar o crescimento global de todos eles, uma vez que se comprometem a destinar pelo menos 70% dos recursos a investimentos em infraestruturas, desenvolvimento internacional, desenvolvimento de marcas e produtos, incorporação de talentos, estratégia de comunicação, plano de inovação e tecnologia e plano de desenvolvimento de conteúdos em plataformas digitais e redes sociais.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

O futebol espanhol volta a brilhar na Liga dos Campeões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião