Morreu o ex-presidente da Sogrape, Salvador da Cunha Guedes

Salvador da Cunha Guedes foi presidente executivo da Sogrape durante década e meia. Passou a pasta ao irmão mais novo em 2015, depois de lhe ter sido diagnosticada Esclerose Lateral Amiotrófica.

Morreu Salvador da Cunha Guedes, que ocupou a presidência da Sogrape entre 2000 e 2015, ano em que, de forma forçada e inesperada, teve de entregar a liderança da empresa de vinhos ao irmão mais novo, depois de lhe ter sido diagnosticada Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA).

Numa nota no site da Presidência da República, em que lamenta a partida precoce e apresenta as condolências à família, Marcelo Rebelo de Sousa lembra que “dedicou a sua vida (…) à causa familiar do vinho, presidindo e desenvolvendo a Sogrape, e numa segunda etapa à causa da ELA, fundando a Associação Portuguesa de Esclerose Lateral Amiotrófica”.

“Empenhou a sua coragem e a força do caráter ao serviço dos outros e por esse facto foi condecorado pelo Presidente da República com o grau de comendador da Ordem do Mérito em 3 de outubro de 2016, ocasião em que afirmou que: ‘Salvador Guedes foi sempre e continua a ser denodadamente um combatente solidário, empenhado em criar pontos de encontro, estruturas de convergência, traços de comunhão de vida com aqueles companheiros de jornada. Sempre chamando tantos outros para a faina comum’”, lê-se na mesma nota.

Salvador da Cunha Guedes foi o terceiro presidente executivo da história da Sogrape, tendo entrado na empresa na década de 1980 e acompanhado o ciclo de aquisições a nível nacional e internacional. Assumiu a liderança da maior empresa portuguesa de vinhos, detentora de marcas icónicas como Mateus Rosé, Sandeman ou Barca Velha, depois de o pai, Fernando Guedes, se ter reformado.

Fundada em 1942 numa adega alugada em Vila Real, a Sogrape produz atualmente vinhos em várias regiões de Portugal – Verdes, Douro, Dão, Bairrada, Alentejo e Madeira – e também em Espanha, no Chile, na Argentina e na Nova Zelândia. Com sede em Vila Nova de Gaia, fatura cerca de 250 milhões de euros, vende em 120 países e emprega atualmente mais de 1.100 pessoas.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Morreu o ex-presidente da Sogrape, Salvador da Cunha Guedes

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião