Mota-Engil quer pagar dividendo de 5,175 cêntimos por ação já. E admite reforço mais tarde

  • Lusa
  • 8 Abril 2022

Grupo liderado por António Mota admite um volume de dividendos total de 21 milhões de euros se cumpridos objetivos no primeiro semestre de 2022.

O conselho de administração (CA) da Mota-Engil, liderado por António Mota, vai propor à assembleia geral anual de acionistas a distribuição “imediata” aos acionistas de 5,175 cêntimos por ação, cativos de impostos, no valor global de 15.9 milhões de euros. No Relatório de Gestão Individual 2021, revelado pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o conselho de administração propõe ainda que seja deliberada uma distribuição “adicional dos lucros do exercício aos acionistas de 1,725 cêntimos por ação, cativos de impostos, no valor global de 5.3 milhões de euros.

“Esta distribuição adicional fica sujeita à condição de o resultado líquido consolidado atribuível ao grupo, a verificar no final do primeiro semestre de 2022, ser superior a 50% do resultado líquido consolidado atribuível ao grupo verificado no ano de 2021, isto é ser superior a 10.820,5 milhões de euros”, lê-se no documento.

“Verificada a condição suprarreferida em face das contas semestrais consolidadas, a produção de efeitos da deliberação que decorra ocorrerá em 01 de outubro de 2022. Na eventualidade de tal condição não se vir a verificar, o montante de lucros do exercício em causa manter-se-á, imediatamente após a não verificação da condição, na rubrica de reservas livres, não sendo objeto de qualquer distribuição aos senhores acionistas”, é acrescentado.

O Conselho vai propor ainda a cobertura dos resultados transitados negativos no montante de 28.100.076,99 euros, por transferência da rubrica de “Outras Reservas” e a distribuição dos resultados líquidos do exercício, no valor de 42.340.980,16 euros. Os mais de 40 milhões euros já incluem os montantes de 500.000 euros e 250.000 euros afetos à distribuição de lucros, respetivamente, pelo conselho de administração e pelos trabalhadores.

Para reserva legal, o grupo pretende entregar 5% do resultado líquido do exercício, no valor de 2.117.049,1 euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Mota-Engil quer pagar dividendo de 5,175 cêntimos por ação já. E admite reforço mais tarde

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião