Ataques informáticos aumentam procura por cibersegurança

  • Servimedia
  • 28 Abril 2022

O aumento dos ataques informáticos nos últimos tempos tem colocado as empresas de consultoria em cibersegurança no centro das atenções. Só em 2021 aconteceram 51 mil milhões destes ataques em Espanha.

Em 2021, Espanha registou mais de 51 mil milhões de ataques em ambientes de trabalho remoto, o que a levou a ser o país com o maior número deste tipo de ataques, noticia a Servimedia.

Contudo, tendo em conta que os trabalhos remotos/híbridos vieram para ficar e que o mundo está cada vez mais hiperligado, a aposta nos serviços das empresas de cibersegurança tem vindo a crescer, a fim de evitar os riscos que as empresas enfrentam todos os dias.

A redução da exposição a incidentes de cibersegurança, a adaptação a regulamentos cada vez mais exigentes e em mudança, o fornecimento de segurança e confiança no processo de transformação digital e o alinhamento com as boas práticas de segurança são soluções já oferecidas pelas principais consultorias tecnológicas do setor.

Espanha tem três empresas de consultoria líderes que se estabeleceram no setor da cibersegurança nos últimos anos: a Ernst & Young (EY), a Minsait e a Deloitte.

A EY é uma multinacional que se destaca na auditoria, consultoria e assessoria fiscal e jurídica, entre outras, e que se tornou uma referência para as grandes empresas que apoiam os seus clientes em matéria de cibersegurança. Aliás, em 2021, a empresa foi reconhecida pela Forrester Research como líder em serviços globais de consultoria em cibersegurança no relatório ‘The Forester Wave; Global CYbersecurity Consulting Providers, Q4 2021‘.

O relatório avaliou 12 dos principais fornecedores de cibersegurança e a equipa do EY destacou-se pela sua capacidade de operar através de múltiplas divisões e compromissos desafiadores, foco estratégico, visão e experiência em projetos complexos, de grande escala, que oferecem soluções criativas.

A Minsait, por sua vez, é uma empresa líder na transformação digital, que também se encontra entre as principais empresas de consultoria com serviços de cibersegurança para os seus clientes. A SIA, a empresa de cibersegurança do grupo, já opera em mais de 40 países e conta com 1200 profissionais e quatro centros de ciberdefesa em Espanha, México, Colômbia e Alemanha.

Já a Deloitte está a consolidar a sua posição como uma consultora líder em cibersegurança. A empresa assegura que é de vital importância ter serviços que preparem os clientes para possíveis ameaças, já que isso pode reduzir os efeitos negativos dos ciberataques. Sublinha, também, a importância de dispor dos últimos avanços tecnológicos e de um bom apoio em termos de transformação digital para identificar e compreender os objetivos e mecanismos dos ciberataques às empresas e ter uma capacidade de resposta rápida.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ataques informáticos aumentam procura por cibersegurança

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião