Galp contrata holandeses para regenerar antiga Refinaria de Matosinhos

A “nova cidade” que vai nascer na antiga refinaria, será focada na inovação. Projeto irá contar com a colaboração de mais cinco empresas, duas delas portuguesas.

A Galp Energia contratou a holandesa MVRDV para avançar com o projeto de regeneração urbana que dará origem ao novo Innovation District da petrolífera. O projeto, que vai nascer nos terrenos da antiga Refinaria de Matosinhos, vai contar com a ajuda de dois escritórios de arquitetura portugueses, o OODA e o A400.

De acordo com o comunicado divulgado esta sexta-feira, a MVRDV foi a vencedora de um concurso internacional para a escolha do conceito “que melhor refletisse o objetivo de transformar os terrenos da Refinaria de Matosinhos num “World Class Innovation District”.”

A “nova cidade” dentro da cidade de Matosinhos será focada na inovação e “terá um desenvolvimento faseado”, que irá ocorrer em colaboração direta com Câmara Municipal de Matosinhos, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N) e a Universidade do Porto.

“Este é mais um passo importante no compromisso da Galp com o futuro de Matosinhos. Estamos certos de que, com a ajuda do MVRDV, seremos capazes de criar um distrito de inovação de classe mundial, focado em energia sustentável e em tecnologias avançadas. Este distrito irá criar novas oportunidades de negócio e emprego potenciando o tecido económico e social da comunidade”, cita o comunicado as declarações do CEO da petrolífera, Andy Brown.

Além das duas subcontratadas portuguesas, a Galp informa que o projeto contará também com internacionais como Thornton Tomasetti (cujo portefólio inclui o projeto Hudson Yards, em Nova Iorque, e as sedes da Google e da Microsoft), a LOLA (LOst LAndscapes, responsável pelo Forest Sports Park, Shenzen e pela sede da Adidas World Sports), e os especialistas de integração com a comunidade LiveWork.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Galp contrata holandeses para regenerar antiga Refinaria de Matosinhos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião