Produção automóvel nacional dispara para mais do dobro com Stellantis a crescer 8%

Stellantis é a fábrica portuguesa com o maior crescimento na produção automóvel (8%), enquanto Autoeuropa apenas aumenta 1,2%, embora mantenha quota de 72,4% do total de unidades.

No primeiro semestre de 2022 saíram das fábricas portuguesas 157.121 veículos automóveis, uma subida de 3,2% face ao registado em período homólogo de 2021. Em termos acumulados, a Autoeuropa produziu 72,4% do total de unidades automóvel, com 113.678 veículos, contra 36.853 unidades da Stellantis, ou 23,5%.

Por outro lado, a Stellantis foi a fábrica nacional a registar o maior crescimento na produção automóvel, com um aumento de 8%. Já a Autoeuropa apenas verificou um aumento de 1,2%, avançou esta segunda-feira a Associação Automóvel de Portugal (ACAP).

Em junho de 2022, por sua vez, foram produzidos 38.692 veículos, uma subida de mais do dobro (139,3%) em termos homólogos. Deste número, a Autoeuropa produziu 29.859 veículos automóveis (77,2% do total), o que representa um aumento na produção de 174,2%, face ao mesmo mês de 2021. Em comparação, a fábrica da Stellantis em Mangualde verificou um aumento de 76,5% na sua produção, atingindo as 7.316 unidades (18,9% do total).

Do total de veículos fabricados em Portugal durante os primeiros seis meses do ano, 97,4% (153.025) destas unidades destinam-se à exportação, e embora este número represente um aumento de 2,6% em termos homólogos, a diferença nesta categoria é mais expressiva com os números de junho. No sexto mês do ano, 96,2% (37.236) da produção automóvel foi para exportação, sendo que isto representou um aumento na produção de 141,5%, face a junho de 2021.

“A Europa continua a ser o mercado líder nas exportações dos veículos fabricados em território nacional – com 93,3 por cento – com a Alemanha (21,9%), França (15,4%), Itália (12,5%) e Espanha (9,1%) no topo do ranking”, pode ler-se no comunicado da ACAP.

No que diz respeito à montagem de veículos automóveis pesados, foram montadas 35 unidades em junho de 2022, o que representa uma subida de 94,4% em termos homólogos. Já em termos acumulados, o primeiro semestre do ano registou uma quebra de 46,8% face ao mesmo período de 2021, com um total de 66 veículos montados. “Pelo sexto mês consecutivo, no ano de 2022, apenas foram montados veículos pesados de passageiros”, acrescenta a ACAP.

Dentro do segmento de veículos automóveis pesados feitos em Portugal, foram exportados 48,5% das unidades produzidas, ou 32 veículos. A Europa representa o único destino destes veículos, acrescenta a ACAP, sendo que a Alemanha representa 59,4% do destino final destas exportações, enquanto o Reino Unido 40,6%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Produção automóvel nacional dispara para mais do dobro com Stellantis a crescer 8%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião