A economia portuguesa vai ter um novo paradigma?premium

É preciso identificar as fontes de dinamismo e de estrangulamento que o Estado português traz à sociedade e à economia portuguesa.

Na passada sexta-feira, a Fundação Francisco Manuel dos Santos (FFMS) apresentou um estudo sobre o futuro da economia portuguesa, coordenado pelo Professor Fernando Alexandre e que contou com a colaboração de um conjunto alargado de economistas e de outros investigadores muito conceituados. O estudo propõe um novo paradigma para o desenvolvimento da economia portuguesa baseado no “created in” Portugal, que substitui o “Made in” Portugal. O estudo não pretende que os produtos e serviços deixam de ser feitos em Portugal, como o seu coordenador esclareceu durante a apresentação. O que pretende é que passem, na sua maioria, a ser criados e produzidos em Portugal. Esta é a essência do novo paradigma proposto. É claro que os autores do estudo sabem perfeitamente que isso já acontece em muitas

Assine para ler este artigo

Aceda às notícias premium do ECO. Torne-se assinante.
A partir de
5€
Veja todos os planos