A força dos livrospremium

O que explica a diferença entre a estagnação portuguesa e o crescimento de outros países como a Estónia não são as qualificações, são os livros.

Na sua página de Facebook, Ricardo Paes Mamede (RPM), professor universitário próximo do BE e da ala mais à esquerda do PS, tentou justificar o fraco desempenho de Portugal em relação às economias de leste. Segundo o RPM, a principal razão do maior crescimento económico desses países em relação a Portugal é o nível de qualificações da população. Como esse nível de qualificações já vem dos tempos do comunismo, ironiza depois que os países de leste só cresceram mais do que Portugal devido aos regimes comunistas. Vamos por pontos. Primeiro, é inquestionável que as qualificações são importantes para o desenvolvimento de um país. O capital humano é essencial e nenhum país, por muitos recursos naturais e bom posicionamento geográfico que tenha, consegue desenvolver-se de forma sustentada sem

Assine para ler este artigo

Aceda às notícias premium do ECO. Torne-se assinante.
A partir de
5€
Veja todos os planos