A liberalização fez subir o preço dos combustíveis?premium

O mercado poderia ser mais concorrencial, mas não é aí que está a razão dos preços elevados. Como em muitos outros casos, a responsabilidade é do Estado português.

Sempre que existe uma subida do preço do petróleo, e consequente aumento do preço dos combustíveis, as atenções viram-se para as empresas que comercializam combustíveis, acusadas de estarem a abusar dos consumidores. Pouco importa que no preço final dos combustíveis, a parte alocada ao transporte da refinaria, logística, distribuição e margem seja cerca de um décimo do valor total. Por comparação, a parte alocada a impostos e obrigações regulatórias anda pelos 60%. A opinião pública é muitas vezes alimentada por falta de literacia económica, encontrando responsabilidades onde elas não existem, mas o caso do preço dos combustíveis consegue ser ainda mais flagrante do que o normal. A falta de conhecimento permite que se atribua a responsabilidade dos preços elevados a organizações que só

Assine para ler este artigo

Aceda às notícias premium do ECO. Torne-se assinante.
A partir de
5€
Veja todos os planos