As duas faces da austeridade socialistapremium

Se este ano de 2022 está a ser terrível para as famílias e para as empresas, está a gerar um “dividendo orçamental” extraordinário para o Governo. Querem melhor definição da austeridade socialista?

Neste momento, os dados de junho revelam que a inflação homóloga está já em 9%, acima da média da zona Euro. Se os preços não subirem mais (isto é, um crescimento mensal de zero entre julho e dezembro – altamente improvável, dado que o aumento mensal de junho foi de 0.8%), a inflação ficaria no final do ano em torno de 7.2%. Para ficar abaixo desse valor, no 2º semestre terá de haver uma variação negativa dos preços, algo que se afigura ainda mais improvável. Se os preços tiverem uma subida mensal de 0.5%, teremos uma inflação acima de 8%. Uma subida de 0.8% por mês colocaria a inflação homóloga de dezembro em torno dos 9%. Com estes valores, os impactos nas famílias e nas empresas são terríveis. Com uma inflação de 8%, os pensionistas e os funcionários públicos perdem este ano 7% do seu

Assine para ler este artigo

Aceda às notícias premium do ECO. Torne-se assinante.
A partir de
5€
Veja todos os planos