Cannes predictions: A antevisão da Leo Burnett aos Leõespremium

Uma amostra para antecipar a grande semana que se aproxima e para, acima de tudo, inspirar criativos e a criatividade de Portugal e do mundo a querer fazer sempre mais e melhor.

Já lá vão três anos que ninguém põe os pés no “ Palais des Festivals” em Cannes. Pelo menos, ninguém de comunicação. Em 2020, no meio de lockdowns, no ápice da incerteza, o Cannes Lions International Festival of Creativity é cancelado, como tantos outros. Em 2021, dois anos de premiações em um. Tudo e todos online. Do julgamento das campanhas inscritas à derradeira cerimónia de entrega de prémios, aquele sabor a Zoom e a streaming. Nunca menos importante, nem menos real. Só mais aborrecido. Mas esse novo normal já todos conhecemos bem. Passados 36 meses em que tudo mudou, Cannes Lions tem o seu merecido retorno ao presencial. É hora de celebrar o melhor da criatividade do último ano, de reconhecer as grandes campanhas e até de sentir aquela pontinha de inveja – boa, é claro! E se este

Assine para ler este artigo

Aceda às notícias premium do ECO. Torne-se assinante.
A partir de
5€
Veja todos os planos
  • Colunista convidado. Diretor criativo executivo da Leo Burnett