Covid-Kievpremium

Este é o poder da guerra sobre o poder da doença – não há glória ou beleza numa cama de um hospital.

No silêncio dos dias presentes, a Covid regressa em força ao estado da Nação e o Governo diz nada. A pandemia cresce à razão de 30.000 casos por dia com projecções a chegarem aos 60.000 casos dia no final de Maio. É tudo normal quando a normalidade oficial é de que a pandemia acabou e pode-se contaminar o ar puro nacional sem máscaras, etiqueta respiratória, qualquer cuidado mínimo para salvaguardar um tão ansiado Verão azul com praias cheias e os lucros do turismo que foge das paragens da Ucrânia. Somos assim pobres e felizes quando ganhamos com a infelicidade e a desgraça dos outros. Mas continuamos solidários com o povo da Ucrânia, nossos irmãos, nossos semelhantes, o foco último de uma piedade nacional a tocar a hipocrisia das autoridades. Quando a máquina do tempo se põe em movimento

Assine para ler este artigo

Aceda às notícias premium do ECO. Torne-se assinante.
A partir de
5€
Veja todos os planos