Gás Bálticopremium

Segredo, sabotagem, cinismo, as explosões nos pipelines Nord Stream I e II provocam uma turbulência na política Europeia que aponta para a profundidade da crise política e económica se aproxima.

Subitamente, quatro vulcões em pleno Mar Báltico começam a expelir gás natural. Os vulcões são artificiais e representam um modo de fazer a guerra que se julgava parte de um romance de espionagem próprio da Guerra Fria. Mas seria sempre fruto da imaginação de um escritor mais inventivo. Mas não. Segredo, sabotagem, cinismo, as explosões nos pipelines Nord Stream I e Nord Stream II provocam uma turbulência à superfície da política Europeia que aponta para a profundidade da crise política e económica que se aproxima. O que está em causa é a segurança da circulação, distribuição e consumo de energia que alimenta a máquina industrial da Europa. Milhões de metros cúbicos de gás natural encurralados nas tubagens libertam-se sem controlo, pois os pipelines estão fora de serviço por motivos

Assine para ler este artigo

Aceda às notícias premium do ECO. Torne-se assinante.
A partir de
5€
Veja todos os planos