Portugal deu uma boa resposta à pandemia do Covid-19?premium

Os dois últimos anos demonstraram que o sistema de saúde não está preparado nem tem a flexibilidade para dar uma resposta eficaz a uma pandemia.

A guerra na Ucrânia despertou-nos da obsessão pouco saudável que se tinha tornado o Covid-19 e o relato diário do número de mortos e de casos. Os números continuam a ser significativos, mas, felizmente, são agora encarados pela maioria da população sem o alarmismo promovido pelas autoridades e ampliado pela comunicação social. Passados que estão mais de 2 anos desde o início da pandemia já possuímos suficiente informação para fazer uma primeira avaliação, com dados objectivos, sobre a adequabilidade e eficácia da resposta dada em Portugal, nomeadamente das medidas tomadas. A resposta assentou essencialmente em dois tipos de medidas. Primeiro, as de carácter preventivo, com o encerramento de escolas e outros estabelecimentos, a obrigatoriedade do trabalho em casa, a forte limitação ou

Assine para ler este artigo

Aceda às notícias premium do ECO. Torne-se assinante.
A partir de
5€
Veja todos os planos