Uma bazuca transformada em bisnaga?premium

Se em 2020 o PRR era a grande esperança da economia portuguesa, agora sê-lo-á ainda mais. Portugal não pode mesmo perder esta oportunidade e disparar uma bisnaga enquanto outros disparam bazucas.

Desta vez, ao “executar” a ministra da Coesão, mesmo não sendo ela a principal responsável no governo pela execução do PRR e dos fundos comunitários - de facto, há mais do que um responsável e esse é talvez o principal problema - o Presidente da República, grande criador de factos políticos, parece ter criado um facto relevante. Com uma execução dos fundos europeus (não só do PRR) bastante abaixo do esperado, António Costa tem claramente um problema para resolver caso queira realmente aproveitar a sua querida bazuca para transformar a economia: Não recuperar do desvio atual, para além de significar menos crescimento agora, significa também menos 1% do PIB daqui a 10 anos. Parece pouco, mas é muito para um país que tão pouco tem crescido. Porque não então “aproveitar” a mais recente

Assine para ler este artigo

Aceda às notícias premium do ECO. Torne-se assinante.
A partir de
5€
Veja todos os planos