Uma ideia para 2022: Escrutínio públicopremium

Transparência e espírito crítico no escrutínio da intervenção governamental é o que desejo para 2022.

O debate público faz-se de factos e da discussão de ideias. Mas numa sociedade cada vez mais entrincheirada na irredutibilidade de posições que se vão cavando, é cada vez mais importante a existência de um espaço de mediação e reconciliação. Um espaço aberto e transparente no qual as posições ideológicas sejam depuradas. Que espaço é esse? É aquele que encontramos no domínio da informação despida de preconceitos. Na chamada realidade nua e crua dos factos – no que progressivamente vai pela expressão de “fact-based politics”. Nunca como hoje foi tão fácil aceder-se a informação. Nunca como hoje foi tão fácil ter voz no debate público. Nunca como hoje foi tão fácil observar as práticas políticas do dia-a-dia, em Portugal e no estrangeiro. Mas a discussão das ideias continua frequentemente a

Assine para ler este artigo

Aceda às notícias premium do ECO. Torne-se assinante.
A partir de
5€
Veja todos os planos