Isabel Patrício
Isabel Patrício
Cara Ana Maia,
Os 40% dizem respeito à totalidade dos impostos pagos pelo trabalhador e contribuições para a Segurança Social suportadas pelo empregador e pelo trabalhador (a TSU).
Os 26,6% (do qual resultam os tais 73%) dizem respeito, por outro lado, a apenas os impostos e contribuições pagos pelo trabalhador. 
Ou seja, 40% do que o empregador paga por cada trabalhador acaba no Estado. Esse número inclui o salário e a TSU. Já apenas sobre o salário bruto recaem os tais 26,6%, ou seja, o trabalhador só leva para quase os tais 73%.
Obrigado.

Biografia

Apaixonada pelas estórias que populam o mundo, nunca me imaginei outra coisa que não jornalista. Micaelense perdida na capital desde os 18 anos, licenciei-me em Ciências da Comunicação e tornei-me mestre em Jornalismo na Universidade Nova de Lisboa. Passei depois pelas redações do Diário de Notícias e do Parlamento Global - SIC. No ECO, dou os primeiros passos no jornalismo económico.