Alojamento Local

Em 2014, o Governo de Passos Coelho abriu portas a um novo momento do turismo nacional, com a criação do Regime Jurídico da Exploração de Estabelecimentos de Alojamento Local. Três anos depois, quase 43 mil casas e quartos estão registados como alojamento local e a contestação em torno deste tipo de empreendimento é cada vez maior, numa altura em que as rendas disparam e o número de casas disponíveis para arrendamento tradicional afunda. Da direita à esquerda, todos têm propostas de alteração a uma lei que, segundo a Secretaria de Estado do Turismo, será revista até ao final de 2017.

O seguro que a nova lei do alojamento local obriga os proprietários a ter foi lançado agora pela Allianz, que justifica este produto com o aumento do turismo no país.

A EPAL vai passar a cobrar ao alojamento local o mesmo que ao comércio, situação contestada pelos proprietários que a situação vai contra as regras em vigor em Lisboa.