Finanças Públicas

Nazaré Costa Cabral, presidente do Conselho de Finanças Públicas, em entrevista ao ECO - 27NOV20

O Conselho das Finanças Públicas (CFP) avisa na análise ao Orçamento que a despesa primária apresentará no final de 2022 um acréscimo de 3,4 pontos percentuais do PIB face ao pré-pandemia.

A melhoria do défice orçamental entre 2021 e 2022 resulta da retirada gradual dos apoios Covid-19, assim como do crescimento da economia. A UTAO alerta, porém, para três riscos no OE2022.